sábado, 4 de outubro de 2014

4 DE OUTUBRO - DIA MUNDIAL DO ANIMAL

Celebra-se a 4 de Outubro o Dia Mundial do Animal.
Tudo começou em Florença , em Itália em 1931, numa convenção de ecologistas, tendo sido escolhido este dia porque é o dia da Festa de São Francisco de Assis , amante da natureza e padroeiro dos animais e do meio ambiente.

Principais objetivos da celebração do Dia Mundial do Animal

  • Sensibilizar a população para a necessidade de proteger os animais e a preservação de todas as espécies;
  • Mostrar a importância dos animais na vida das pessoas;
  • Celebrar a vida animal em todas as suas vertentes.
 No dia 4 de outubro celebra-se também o Dia do Médico Veterinário.

Os animais são os nossos melhores amigos e toda a vida cresci rodeada de animais, tanto de quinta como de estimação (cães, gatos, tartarugas, peixes pássaros), Maiores, mais pequenos, de pelo, escamas ou penas, são a nossa companhia e como membros da família.
Quando a gente pensa em comemorar o dia dos animais, logo imagina um animal doméstico, como um gato, um cão, um peixe ou até uma tartaruga.

Podemos também pensar nos animais que ajudam na nossa sobrevivência, como a vaca, a ovelha e a galinha. Podemos até pensar nos animais de que não gostamos tanto, como os morcegos, as lagartixas e os mosquitos. Mas eles têm um papel importante no equilíbrio entre os seres vivos e o meio-ambiente.
É possível lembrar ainda de espécies que nem existem mais, como os dinossauros. Eles desapareceram provavelmente por causa da queda de meteoros. Isso já faz muitos milhões de anos. Mas sabe quem é o maior responsável pela extinção dos animais hoje em dia? O homem.
Tanto a caça indiscriminada, quanto o comércio ilegal de animais selvagens são fatores que contribuem para a extinção de espécies inteiras. Quando destruímos o meio ambiente, o ar, o solo e a água, também estamos a alterar o habitat dos animais e a ameaçar a sua vida. Por exemplo, todos os anos, mais de um milhão de aves marinhas morrem por causa do plástico lançado no oceano.
É verdade que há animais domésticos que vivem no bem-bom, cercados de carinho, mas infelizmente o mesmo não acontece com os animais abandonados ou com aqueles que sofrem maus-tratos. Existem animais usados para testar produtos e muitos são submetidos a condições cruéis.
Apesar da existência da data comemorativa, os direitos dos animais só foram registrados muito tempo depois. A Declaração Universal dos Direitos dos Animais só foi aprovada pela Unesco, em 15 de outubro de 1978.

Felizmente Isis, a minha gata que trouxe da Associação Protetora de Animais da Marinha grande teve a sorte de encontrar um lar onde é muito mimada.
Não comprem, adotem, há tantos animais nas associações a espera de um dono que lhes de um lar e amor. Se não puderem ter animais ajudem com raçoes, areia, cobertores, por vezes um pouco pode ser muito para as associações que a tanto custo tentam ajudar os animais.

http://www.animalife.pt/apamg/


Isis, a minha pestinha

Sem comentários:

Publicar um comentário